Buscando saúde

Março foi um mês um pouco mais saudável e com mais energia! Voltei a fazer exercícios, ainda não estou conseguindo fazer duas vezes por semana, tem semana que fiz três e outras fiz só uma, mas já fiquei super feliz!!! Muitos dias eu tinha um preguiça enorme, dava umas 20h e eu ainda não tinha me mexido (20h é meu horário limite pra fazer exercícios, porque depois ainda tenho que tomar banho, lavar o cabelo, jantar e ajeitar tudo pra dormir as 22h30), mas juntava uma força, trocava de roupa, estendia meu tapete de pilates e ia lá fazer pelo menos um vídeo do Blogilates. Meu vídeos favoritos desse mês foram eses aí de baixo:

vídeo com alongamento: https://youtu.be/3kSdDF2cRkI

video pernas: https://youtu.be/mgEGKloq3XM

Postura: https://youtu.be/8F9sJQeAVYo

Alongamento para acordar: https://youtu.be/o6JN_fADpPk

Dança/pernas adoro esse vídeo: https://youtu.be/8-ldgC-MzqA

vídeo curto pernas – https://youtu.be/09OnmwoGFyE

Squats – https://youtu.be/4_DJ2RyBmIY

Comecei a postar algumas fotos no instagram quando vou fazer exercícios e tenho pensando muito sobre isso. Optei por não tirar fotos de antes e depois e nem da minha pessoinha fazendo exercícios e vou tenta explicar pra vocês os motivos que me levaram a tomar essa decisão!

foto (5)Senta que o texto é longo! Sei que fotos de antes e depois motivam muita gente a buscar uma vida mais saudável, mas será que essa motivação vem pelos motivos corretos? Finalmente cheguei em um ponto de aceitação do meu corpo e de não ligar pra padrões estéticos e estou muito feliz com isso! Estou fazendo exercícios e nem me pesei pra controlar nada disso, também não tiro fotos e isso é completamente libertador! Realmente não ligo se eu não perder nem um centímetro de barriga e culote, se eu ganhar mais energia e tiver uma vida mais saudável e não perder nada de medida e nem de peso, eu vou ficar muito feliz! Vou atingir meu objetivo e isso é ótimo! Durante um bom tempo eu fiz exercício pra perder peso, não fiz por saúde, fiz pra perder peso e ficar com o corpo “mais bonito”, na minha formatura eu estava com um corpo bem perto dos padrões, estava fazendo exercícios todos os dias e me deixava passar fome a noite e pensava:”essa fome é só vontade de comer”, mas eu sabia que não era, eu ia dormir com fome sim. Isso era saudável? Não, mas meu corpo estava lindo, recebi muitos elogios e eu me sentia feliz por ser aceita e aprovada.

Foto do meu jantar de formatura
Foto do meu jantar de formatura

Depois disso voltei por meu peso normal, com uma barriguinha e tal, fui pros Eua e nem engordei tanto, volte com 1kg a mais e tudo bem, 1 kg é fácil de perder né? Era o que pensava, mas dali pra frente algumas coisas aconteceram e eu perdi meu rumo, não conseguia arranjar um emprego, estava super desmotivada e entrei em depressão, engordei um bom tanto e passei dos 50 kg pela primeira vez na minha vida (meu normal antes disso era uns 45,5kg), minha depressão piorou e comecei a ter ataques de pânico, parei de comer e fiquei obsessiva com fazer exercícios,  parecia que era a única hora do dia em que eu sentia algum alivio do pânico. Lembro de ter ido pra praia e ter pensando que pela primeira vez eu não queria mudar nada no meu corpo, eu estava com a barriga quase chapada, braços levemente torneados e minha bunda, que é reta por natureza, estava até levantadinha. Meu corpo estava lindo de novo e recebi elogios, muitos elogio e ninguém notava que eu estava muito doente. Meu panico piorou ao ponto de eu não conseguir sair de casa, foi aí que procurei ajuda, as crises diminuíram e eu voltei a sair de casa, ter uma vida, mas com tudo isso vieram efeitos no meu corpo, no meu metabolismo, mesmo fazendo exercícios eu engordava, não conseguia entender o que estava acontecendo, por que a matemática de consumir menos calorias e fazer exercícios não estava resultando em perda de peso? Minhas roupas já não serviam mais e acho que essa foi a parte que mais me incomodou.começo do tratamento

Por sorte sou cercada de pessoas maravilhosas e percebi que estava na hora de cuidar da minha saúde de verdade e deixar de lado essa coisa do corpo, do ideal de beleza, de ser bonita, de ser aceita. Lendo assim vocês devem achar que sempre fui muito preocupada com meu corpo e a verdade é que nunca liguei muito pra isso, sempre me aceitei como sou, mas mesmo pra mim essa cobrança toda tem peso, ninguém é tão bem resolvido que não se afete nunca e esse assunto me pegou de jeito na fase mais frágil que já vivi. Precisei desconstruir muita coisa, ler muito, pesquisar muito pra conseguir chegar no ponto em que estou hoje. Precisei de ajuda, precisei encontrar e me cercar de gente que pensa de um jeito diferente, por isso mesmo que gosto de indicar alguns sites e blogs aqui, porque sei que eles podem ser o apoio que alguém precisa! Ter um corpo dentro ou fora dos padrões não importa mais pra mim, se estou dentro ou fora não muda nada!

Resumindo: Não vai ter foto de antes de depois só porque esse não é o objetivo! Prefiro comparar e contar pra vocês como estou mais disposta e tenho mais energia e como anda essa caminhada de aceitação aliada a busca pela saúde real (lembram desse texto que questiona o que é ser saudável?), saúde do corpinho e da mente! Pode ser que eu poste uma foto ou outra antes ou depois de fazer algum exercício, mas sem comparações!

Quanto as fotos fazendo exercícios eu fiquei bem em dúvida porque sou super descordenada e tenho medo de alguém tentar repetir o exercício em casa e executar errado, mas acho que vou começar a postar alguma coisa lá no snap (deniseiffert), já que lá logo some! 🙂

Em abril quero transformar o buscando saúde num diário, vou colocar a data e cada vídeo que fiz! Vamos ver se esse formato fica melhor!

 

 

Anúncios

Buscando saúde

Já tem mais de um mês desde o primeiro post e já está na hora de fazer uma atualização!

De lá pra cá fiquei firme nas frutas e verduras, em alguns dias penso em ir na feira porque os mercados andam com uma qualidade bem ruim de frutas e verduras ou cobram muito caro, mas o Le ganha vale alimentação que só dá pra usar no mercado então sempre damos um jeito de ir m outro mercado ou algo assim. Aqui em Curitiba já fui no Condor, Muffato e Festval e, normalmente, o que tem melhores opções e muitas vezes é mais barato é o Festval! Esse fim de semana fomos lá e comprei alface lisa e uva, ia comprar couve-flor, mas não tinha! Aliás, tá difícil achar couve-flor e brócolis nesses mercados! No domingo lavei a alface folha por folha e deixei num pote, também ralei duas cenouras que eu ainda tinha da semana anterior. Ainda não comi a uva, mas estou pensando em fazer alguma sobremesa com ela, se vocês souberem de alguma boa e não muito doce me falem!!! Lanchinho que fiz ontem a noite com uva, mel e farinha de chia:uva com mel e farinha de chia

Não fiz muitos exercícios, fui na academia do prédio uma vez só nesse período, mas fiquei sem carona vários dias e acabei caminhando bastante. Também voltei a fazer alguns exercícios do Blogilates em dia esporádicos, meio que quando casa a vontade  e disponibilidade! A parte dos exercícios continua sendo a mais difícil, mas vou chegar lá! Um vídeo que fiz e gostei muito é esse aqui:

Gosto muito do blog e página do facebook Não Sou Exposição e lá aprendi um pouco sobre alimentação intuitiva, achei o conceito muito legal e quanto mais leio, mais entendo minha relação com a comida. Indico essa leitura aqui e esse site aqui pra quem também quiser descobrir mais sobre o assunto! A alimentação intuitiva é mais uma descoberta e questionamento e uma questão de ouvir o nosso corpo do que uma dieta e pra mim faz todo o sentido! 12771503_987899481285447_4226319672820699763_o