Coisas que quero fazer antes dos 30 anos – update

Meu projeto de lista de Coisas que quero fazer antes dos 30 foi pausado/repensado por um grande motivo: minhas crises de pânico voltaram. Ainda quero fazer um post sobre síndrome (ou transtorno) do pânico já que essa não é a minha primeira experiência com essas crises e ler sobre isso me ajudou muito da primeira vez! De qualquer forma esse post é mais para falar sobre minha lista mesmo! Vou mostrar pra vocês como estava a lista e o que comecei a pensar depois das crises:

Coisas que quero fazer antes dos 30:

  1. Fazer uma viagem internacional com o Le (pode ser Europa, Eua ou se não der tá valendo até Paraguay)
  2. Completar a iluminação de casa
  3. Ter nosso armário do quarto
  4. Tentar começar um negócio novo
  5. Começar o aprendizado de uma nova língua
  6. Tentar um esporte/exercício novo
  7. Fazer algo que tenho medo
  8. Aprender a dirigir (tenho carteira, mas nunca dirigi depois da auto-escola)
  9. Cozinhar alguma coisa difícil
  10. Conhecer uma cidade nova no Brasil
  11. Pintar uma parede
  12. Organizar as fotos do casamento
  13. Vender algo feito por mim
  14. Presentear com algo feito por mim
  15. Fazer uma poupança
  16. Fazer um pagamento extra no financiamento do apartamento
  17. Ter uma rotina mais saudável (melhor alimentação e mais exercícios)
  18. Guardar dinheiro pra viajar pra Disney em família
  19. Terminar de ler Mulheres que correm com o lobos
  20. Manter minhas plantinhas vivas
  21. Aprender mais sobre um assunto que gosto, pode ser psicologia, moda, sociologia, o que for!
  22. Encontrar uma maneira de me organizar que funcione de verdade (agenda, planner, app)

Eu tinha chego até aí, mas queria 30 coisas, pq né? 30 coisas que quero fazer antes do 30 é mais legal que 23 coisas!

Depois que as crises começaram eu abri essa lista e vi que muita coisa não faz sentido ou colocava ainda mais pressão sobre coisas que nem me importo tanto assim, por exemplo o armário do quarto! Seria legal terminar de mobiliar a casa toda com móveis dos sonhos? Seria! Seria legal realizar isso antes dos 30? Seria! Mas será que isso faz mesmo diferença na minha vida? Não! Me empolguei nessa de fazer a lista de coisas que quero realizar, tentando preencher as tais 30 coisas que só fui colocando coisas que seriam legais se dessem certo, mas que nem são coisas que quero muito que fazer antes dos 30 ou antes de qualquer idade! Por isso mesmo a lista de Coisas que quero fazer antes dos 30 vai virar Coisas que gostaria de fazer nessa vida ou minha bucket list! Algumas coisas eu vou manter, outras vou tirar e quero que não seja algo totalmente fixo, quero sempre atualizar com coisas que tenham mais significado naquele momento da minha vida!

Alguém já fez uma listinha assim?

Anúncios

Buscando saúde

Março foi um mês um pouco mais saudável e com mais energia! Voltei a fazer exercícios, ainda não estou conseguindo fazer duas vezes por semana, tem semana que fiz três e outras fiz só uma, mas já fiquei super feliz!!! Muitos dias eu tinha um preguiça enorme, dava umas 20h e eu ainda não tinha me mexido (20h é meu horário limite pra fazer exercícios, porque depois ainda tenho que tomar banho, lavar o cabelo, jantar e ajeitar tudo pra dormir as 22h30), mas juntava uma força, trocava de roupa, estendia meu tapete de pilates e ia lá fazer pelo menos um vídeo do Blogilates. Meu vídeos favoritos desse mês foram eses aí de baixo:

vídeo com alongamento: https://youtu.be/3kSdDF2cRkI

video pernas: https://youtu.be/mgEGKloq3XM

Postura: https://youtu.be/8F9sJQeAVYo

Alongamento para acordar: https://youtu.be/o6JN_fADpPk

Dança/pernas adoro esse vídeo: https://youtu.be/8-ldgC-MzqA

vídeo curto pernas – https://youtu.be/09OnmwoGFyE

Squats – https://youtu.be/4_DJ2RyBmIY

Comecei a postar algumas fotos no instagram quando vou fazer exercícios e tenho pensando muito sobre isso. Optei por não tirar fotos de antes e depois e nem da minha pessoinha fazendo exercícios e vou tenta explicar pra vocês os motivos que me levaram a tomar essa decisão!

foto (5)Senta que o texto é longo! Sei que fotos de antes e depois motivam muita gente a buscar uma vida mais saudável, mas será que essa motivação vem pelos motivos corretos? Finalmente cheguei em um ponto de aceitação do meu corpo e de não ligar pra padrões estéticos e estou muito feliz com isso! Estou fazendo exercícios e nem me pesei pra controlar nada disso, também não tiro fotos e isso é completamente libertador! Realmente não ligo se eu não perder nem um centímetro de barriga e culote, se eu ganhar mais energia e tiver uma vida mais saudável e não perder nada de medida e nem de peso, eu vou ficar muito feliz! Vou atingir meu objetivo e isso é ótimo! Durante um bom tempo eu fiz exercício pra perder peso, não fiz por saúde, fiz pra perder peso e ficar com o corpo “mais bonito”, na minha formatura eu estava com um corpo bem perto dos padrões, estava fazendo exercícios todos os dias e me deixava passar fome a noite e pensava:”essa fome é só vontade de comer”, mas eu sabia que não era, eu ia dormir com fome sim. Isso era saudável? Não, mas meu corpo estava lindo, recebi muitos elogios e eu me sentia feliz por ser aceita e aprovada.

Foto do meu jantar de formatura
Foto do meu jantar de formatura

Depois disso voltei por meu peso normal, com uma barriguinha e tal, fui pros Eua e nem engordei tanto, volte com 1kg a mais e tudo bem, 1 kg é fácil de perder né? Era o que pensava, mas dali pra frente algumas coisas aconteceram e eu perdi meu rumo, não conseguia arranjar um emprego, estava super desmotivada e entrei em depressão, engordei um bom tanto e passei dos 50 kg pela primeira vez na minha vida (meu normal antes disso era uns 45,5kg), minha depressão piorou e comecei a ter ataques de pânico, parei de comer e fiquei obsessiva com fazer exercícios,  parecia que era a única hora do dia em que eu sentia algum alivio do pânico. Lembro de ter ido pra praia e ter pensando que pela primeira vez eu não queria mudar nada no meu corpo, eu estava com a barriga quase chapada, braços levemente torneados e minha bunda, que é reta por natureza, estava até levantadinha. Meu corpo estava lindo de novo e recebi elogios, muitos elogio e ninguém notava que eu estava muito doente. Meu panico piorou ao ponto de eu não conseguir sair de casa, foi aí que procurei ajuda, as crises diminuíram e eu voltei a sair de casa, ter uma vida, mas com tudo isso vieram efeitos no meu corpo, no meu metabolismo, mesmo fazendo exercícios eu engordava, não conseguia entender o que estava acontecendo, por que a matemática de consumir menos calorias e fazer exercícios não estava resultando em perda de peso? Minhas roupas já não serviam mais e acho que essa foi a parte que mais me incomodou.começo do tratamento

Por sorte sou cercada de pessoas maravilhosas e percebi que estava na hora de cuidar da minha saúde de verdade e deixar de lado essa coisa do corpo, do ideal de beleza, de ser bonita, de ser aceita. Lendo assim vocês devem achar que sempre fui muito preocupada com meu corpo e a verdade é que nunca liguei muito pra isso, sempre me aceitei como sou, mas mesmo pra mim essa cobrança toda tem peso, ninguém é tão bem resolvido que não se afete nunca e esse assunto me pegou de jeito na fase mais frágil que já vivi. Precisei desconstruir muita coisa, ler muito, pesquisar muito pra conseguir chegar no ponto em que estou hoje. Precisei de ajuda, precisei encontrar e me cercar de gente que pensa de um jeito diferente, por isso mesmo que gosto de indicar alguns sites e blogs aqui, porque sei que eles podem ser o apoio que alguém precisa! Ter um corpo dentro ou fora dos padrões não importa mais pra mim, se estou dentro ou fora não muda nada!

Resumindo: Não vai ter foto de antes de depois só porque esse não é o objetivo! Prefiro comparar e contar pra vocês como estou mais disposta e tenho mais energia e como anda essa caminhada de aceitação aliada a busca pela saúde real (lembram desse texto que questiona o que é ser saudável?), saúde do corpinho e da mente! Pode ser que eu poste uma foto ou outra antes ou depois de fazer algum exercício, mas sem comparações!

Quanto as fotos fazendo exercícios eu fiquei bem em dúvida porque sou super descordenada e tenho medo de alguém tentar repetir o exercício em casa e executar errado, mas acho que vou começar a postar alguma coisa lá no snap (deniseiffert), já que lá logo some! 🙂

Em abril quero transformar o buscando saúde num diário, vou colocar a data e cada vídeo que fiz! Vamos ver se esse formato fica melhor!

 

 

Noiva saudável – agosto e um pouco sobre pânico

Na última semana de julho tive mais uma prova de que preciso mesmo me alimentar melhor e fazer exercícios: peguei uma super gripe! Lembrei que quando eu me alimentava mal e era sedentária eu sempre ficava gripada durante a TPM, era todo mês mesmo, baixava um pouco a imunidade e eu já pegava alguma virose! Fazia um tempinho que eu não ficava gripada assim e nem lembrava como isso é chato e como limita nossas atividades! Queria ficar na cama e nem tinha vontade de comer (a prova máxima de que tem algo errado comigo é quando perco o apetite).

segura esse abacaxi

Quero aproveitar esse post pra fazer uma mini reflexão. Desde que comecei a me recuperar do panico comecei a engordar, os remédios me desregularam em tudo que vocês possam imaginar e passei quase um ano igual um zumbi. Não tinha panico, conseguia sair de casa, trabalhar, sair com amigas, caminhar sozinha na rua, mas tava ali de corpo, 50% da mente e nada de alma. Nesse ano engordei, mas nem me dei conta e nem liguei. No fim do ano passado comecei a tentar diminuir a quantidade de remédio (com acompanhamento médico) e aos poucos fui voltando a sentir, voltando a ser eu. Aos poucos me dei conta de que meu corpo tinha mudado e ainda não sabia se gostava disso ou não, sempre fui muito segura, mas me bateu uma insegurança absurda. Muita gente comentando que eu estava gordinha, controlando aquele doce que eu comia, perguntando se a noivinha não iria emagrecer e coisas assim. Por alguns meses eu não sabia se EU não gostava do meu corpo ou se me sentia mal só porque eu sempre estive num padrão de beleza magro e agora que tinha saído, comecei a sofrer a pressão da sociedade e era disso que eu não gostava.

Só fui me entender mesmo no fim do mês passado, quando percebi que meu corpo pode não ser mais como era, pode não estar no padrão que me é exigido, mas é meu corpo e eu amo ele! Não quero restringir e deixar de comer chocolate quando tenho vontade, não quero deixar a sobremesa de lado pra perder uns quilos, pra mim não faz sentido. Minha saúde ainda é prioridade sim! Mas consigo baixar meu colesterol, voltar a fazer exercícios tudo sem pressão!! Posso voltar a fazer caminhadas e tudo mais sem me frustrar se depois de um mês a barriguinha ainda estiver do mesmo jeito e a balança apontar que não perdi nem um grama! Vocês não sabem como essa percepção e decisão me fizeram bem! A liberdade é algo incrível e a auto confiança também!

Financiamento – etapas e quanto falta

Dia 16 de junho eu contei para vocês que a construtora finalmente entregou o empreendimento e que depois disso demos entrada no processo de financiamento do imóvel. Nesse post  contei que estávamos na segunda etapa que era a comprovação de renda e agora vou contar pra vocês o que aconteceu nesse mês!

photo-1421757295538-9c80958e75b0

Comprovante de renda:A comprovação de renda do noivo foi bem fácil, foi só apresentar o imposto de renda e carteira de trabalho. A minha teve a parte fácil: comprovar a renda de pró-labore pelo imposto de renda e parte difícil:  comprovar a distribuição de lucro que recebo como sócia. O banco exige duas documentações para isso: o DECORE emitido por seu contador e a escrituração em livro diário que comprove que esse lucro existiu. Essa parte é mais chata porque depende do contador fazer esse livro e te entregar da forma como o banco exige, minha contadora ainda não tinha o livro pronto e teve que fazer, isso demorou um pouco e atrasou nosso processo! Então fica a dica: já deixe seu contador avisado que você irá precisar dessa informação quando o banco solicitar, assim ele já pode juntar as informações e adiantar o que for possível! Depois de entregar tudo o banco demorou uns dois dias para analisar e aprovar a renda e o valor que queremos financiar. É nessa etapa que eles te informar se você vai precisar dar alguma entrada e qual será o valor.

Despachante:Com a renda aprovada fomos no escritório do despachante dia 26/6 para fechar com ele, assinar um monte de documentos e tirar cópia de alguns documentos como RG, CPF e carteira de trabalho (necessária para uso do FGTS), nessa etapa assinamos um documento referente ao seguro (que é obrigatório) nele precisamos preencher algumas informações de saúde e nome e telefone dos nosso médicos, então é bom você já verificar esses dados antes para preencher tudo certinho. Terminamos de entregar todas essas informações e documentos como imposto de renda (novamente) e certidão de nascimento no dia 30/6

Vistorias: Na semana do dia 30/6 o despachante incluiu todos os documentos no sistema e solicitou as vistorias legal e do imóvel. Dia 14/7 foram descontados da nossa conta o valor das vistorias e ficamos esperando o laudo delas. Dia 21/7 recebi a informação de que a vistoria do imóvel foi feita e o laudo já estava no sistema do banco. Isso feito aguardamos que o seguro ser aprovado.

Análise dos documentos:Estamos aqui hoje, dia 24/7. Nessa etapa todos os documentos incluídos no sistema são analisados. Se tudo estiver ok vamos pra etapa de emissão, assinatura e registro do contrato.

Temos mais um mês e pouco para poder ter as chaves do apartamento na mão! Sabem o que isso significa? Que se hoje faltam 120 dias pro casamento, então vou ter só uns 70, 80 dias pra deixar o apartamento legal pra gente poder se mudar! 🙂 É pouco, mas vai dar certo!

Noiva saudável – toda noiva precisa emagrecer?

Já vou avisar que este post é um desabafo e um convite para ouvir a opinião de vocês.

Se você está noiva já deve ter ouvido alguém te dizer que você precisa emagrecer. Fato. Ouvi isso desde o segundo dia de noivado e, quanto mais perto fica o casamento, maior é a frequencia dessas dicas não solicitadas.

pressao para emagrecer

E quando você vai provar vestido? Na primeira loja já ouvi: “Esse vestido ficou ótimo em você, te emagreceu!” Pois é, eu que nem queria vestido milagroso que emagrece ganhei esse “elogio”. Acho que vendedora não teve intenção de me magoar ou me mandar emagrecer, mas essa cultura de que no seu casamento você tem que estar o mais maravilhosa possível e que estar maravilhosa é estar magérrima, barriga negativa, peitão e bunda empinada, que já é normal, já faz parte da rotina de quem lida com casamentos e o comentário dela foi quase inconsciente. Na segunda loja no primeiro vestido ouvi de cara: “Esse vestido está um pouco pequeno pra você, mas você ainda tem tempo para emagrecer” Opa, peraí! Eu estou comprando/alugando MEU vestido de noiva e eu tenho que me adequar ao vestido e não o contrário? Agora a gente só pode casar no vestido que cabe? Não posso escolher o modelo e pedir num tamanho maior? Preciso ficar socada num vestido que não me cabe só porque me deixa mais magra? Por favor né?

Quero sim um vestido que fique bem no meu corpo, quero me sentir linda no meu casamento, mas quero me sentir linda do meu jeito, parecendo eu mesma, sem ficar sofrendo e deixando de me alimentar só pra ficar igual um esqueleto dentro de um vestido!

Ah mais um detalhe: a moda agora é a noiva usar calcinha com enchimento para ficar com o bumbum mais bonito! ????????

Estou com o projeto noiva saudável, para ser exatamente isso: uma noiva saudável! Nada de ficar me enfiando em dieta maluca, exercícios pesados e ficar sofrendo para ter um corpo “lindo” no casamento!

Me digam que não estou sozinha nessa!! Que vocês também passaram por isso! 🙂

A emoção de organizar um casamento

tears of joy

Muita gente já tinha me falado que durante a organização do casamento eu ficaria emocionada e chorona, mas desde o pedido de casamento eu não derramei uma lágrima.

Até hoje.

Começamos a visitar os possíveis locais pro casamento e um deles combina muito com a gente, ainda não vou dizer qual é pq não fechamos, mas gostei muito de lá e o Le (noivo) também. Já escolhi a música que quero usar na minha entrada/marcha (ou seja lá como chama) e hoje resolvi escutar a música e me imaginar entrando no tal lugar, andando, andando e a emoção bateu!

Nunca imaginei que eu me emocionaria com algo assim, mas meus olhos se encheram de lágrimas e um sorrizão se abriu no meu rosto. Que sensação incrível!

De acordo com os fechamentos de fornecedores o casamento vai tomando forma, juntando as peças como se fosse um quebra-cabeça e a imagem formada parece um sonho, um sonho que nunca tive (é verdade), mas que é incrivelmente maravilhoso em cada detalhe.

Voltei!!

Depois de quase um mês de ausência resolvi voltar par cá e fazer um post explicando meu sumiço!

Como você sabem comecei a trabalhar com meu pai e isso tem ocupado meu tempo. Também tirei esse período para avaliar se continuava ou não com o blog! Por mais que eu goste de compartilhar meu desejos e projetos com você e saber que muita gente acompanha o blog (mesmo sem comentar!), pensei se esse não seria o momento de me dedicar mais a minha profissão. O blog toma tempo sim e tem dias em que chego em casa e não quero nem olhar o computador na minha frente, voltei pros meus livros e li muito (muito mesmo! Terminei uns 9 livros nesse período). Pensei bastante e decidi não encerrar o blog, vou manter com uma ou duas postagens semanais e parar de divulgar sorteios de blogs (leia mais sobre isso aqui). Quero falar um pouco mais sobre finanças pessoais e como juntar dinheiro, talvez até abrir um espaço para ajudar a tirar dúvidas sobre esse assunto!

A fase nova começa na próxima semana! Espero que gostem!